Um dia ruim não é uma vida ruim



Aprenda a selecionar os pensamentos que te visitam como quem separa as sementes sadias para cultivar na alma.

Às vezes o que te coloca pra baixo é a convivência com uma pessoa instável.

Ninguém tem o direito de julgar o seu cansaço ou qualquer outro sentimento seu, porque ninguém sente na pele aquilo que você sente. Somos seres individuais.

É muito comum a gente passar por um dia ruim, uma fase ruim e já sair pensando que a vida como um todo é ruim. O nome disso é generalização. Trata-se de uma tendência a considerar o aqui a agora como a única realidade possível, é uma visão em túnel que não permite considerar, e nem perceber que já passou por tantas fases, que outras pessoas com quem convive também já passaram por muitas etapas na vida, e cada uma com seus sabores e dissabores. 

Tendemos a acreditar que se estamos num emprego ruim é porque todos os empregos são ruins e nunca irá melhorar, se estamos num relacionamento ruim consideramos que jamais aparecerá alguém que nos ame de verdade. 

Por isso é importante observarmos sempre nossos pensamentos, não apenas os que passam claramente pela nossa cabeça, mas as crenças mais profundas a nosso respeito e a respeito da vida, do mundo, das outras pessoas. É importante duvidarmos do que pensamentos, não é porque você pensou que não é competente que seja verdade, não é porque achou que nada na sua vida presta que seja verdade. Tem horas que duvidar é muito mais necessário do que acreditar. 

Muitas vezes esses pensamentos derrotistas vêm das pessoas com quem convivemos, às vezes elas é que precisam duvidar mas alimentam tantas certezas disfuncionais que é você que precisa se afastar dessas convivências. Se te faz mal, não importa o quanto a pessoa quer você por perto para alimentar o derrotismo dela, faça o que for melhor para você.  

O que eu estou dizendo não é para negar o que você sente, mas de acolher os sentimentos e trabalha-los. Não digo que se você sente que está tendo um dia ruim você deve negar o sentimento deste momento, mas digo para você deixar que ele fique somente neste momento. 

Às vezes as pessoas julgam teus sentimentos, não permitem que você tenha suas dores, e com isso as dores são infinitamente, e desnecessariamente,  prolongadas.

Marisa de Abreu Psicóloga CRP 06/29493

E-books Gratuitos http://www.marisapsicologa.com.br/mat...




Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem