Ad Code

Mentiras que arrebentam da vida da pessoa

 



Em algumas situações existem sim as pessoas que não querem acreditar que está diante de um mentiroso, ela quer tanto que aquilo seja verdade que deixa passar os sinais que sempre aparecem. Normalmente quando há envolvimento emocional a perspicácia em detectar mentiras some, quando se trata de pessoas queridas, pessoas em quem confiamos, que admiramos, familiares, relacionamentos amorosos, pode ficar mais difícil identificar uma mentira, pois temos um grande conjunto de afetos que nublam a visão.

O que faz uma pessoa ser mentirosa?

Acreditem, mas tem muito mentiroso que se acredita vítima, ele usa argumentos internos e se convence que o mundo está sendo injusto com ele então nada mais justo que mentir para o mundo pois de outra forma não teria as coisas que acredita merecer.
Alguns mentem para obter vantagens, privilégios, bens ou admiração que não teriam caso falem a verdade. Outros mentem porque necessitam de viver um universo paralelo muito melhor que o real, não aceitam suas vidas, não conseguem lidar com suas vidas da forma que lhes foi apresentada, então, talvez por fraqueza, ao invés de tentar arrumar ou assumir o que tem, tentam convencer outros que são melhores do que aquilo. Ao convencer pelo menos uma pessoa acaba por convencer a si mesmo, usa o outro como massageador de ego que o ajuda a se sentir bem com a lástima de vida que vive.

Os traumas que podem ficar na pessoa que foi enganada podem ser devastadores, ela pode passar o resto da vida em estado de alerta, desconfiando de todo mundo, não se aproximando, não se abrindo ou sentindo medo de todos. Pode até se tornar uma pessoa agressiva com quem chega em sua vida depois do trauma, dificultando relacionamentos no trabalho, escolha, vida pessoal. Depois que se percebe a 1ª mentira numa pessoa todo o resto do relacionamento com esta pessoa fica obscuro, não se sabe o limite de mentiras possíveis, nem quantas e nem a gravidade. Encerra a percepção de e expectativa de futuro porque construímos nossa percepção a respeito das pessoas conforme o que sabemos dela, se vemos uma pessoa devolvendo um troco que recebeu a mais nosso conceito sobre essa pessoa se firma numa atitude honesta, se a pegamos guardando o troco, sendo desonesta, o chão se abre, tudo é possível, qualquer desonestidade pode ser ocorrer a qualquer momento. Como saber qual o ponto final em levar vantagem desonestamente? Será que alguém pode mentir uma única vez e nunca mais? Pode até ser possível, mas considero impossível que isso seja identificado por quem convive com esta pessoa, somente ela sabe o quanto, quando e porque irá parar de mentir. Existe perdão para pessoa que mentiu?

Seria possível acreditar na palavra de uma pessoa, que já se provou capaz de mentir, que sua promessa de não mais mentir será cumprida? Existem tipos de mentiras que merecem perdão?

-Talvez a mentira que a pessoa disse para preservar sua vida, num assalto, sequestro ou algo que a coloque em risco real de morte. -Ou a pessoa que mentiu porque sabe que a verdade a fará ter prejuízos enormes, por exemplo caso você não denuncie uma pessoa que cometeu atos ilícitos na empresa pois ao denunciar seu tão necessário emprego estaria ameaçado? -Ou a pessoa cuja mentira não prejudica ninguém, apenas fez outras pessoas a admirarem pois era a única coisa que queria. Uma pessoa insegura pode se esconder atrás de um personagem muito mais interessante que a realidade.

A pessoa traumatizada por mentirosos precisa reestabelecer a confiança nas pessoas, encontrando pessoas que são de fato confiáveis, ou fazendo terapia.

Marisa de Abreu Psicóloga CRP 06/29493

Participar do grupo no Telegram: https://t.me/PsicologosemSP

























Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code