Águas mais profundas

By Leila Maria - setembro 03, 2017



Você já tentou pescar à beira da praia? Eu já. Ficamos horas segurando o caniço e, na maioria das vezes, só molhamos a isca, enquanto aguardamos que um peixe a fisgue.
Nessa passagem, Jesus pede a um pescador para entrar em seu barco e que se afaste um pouco para Ele poder pregar à multidão. Depois, Jesus olha para Pedro e lhe diz para irem para águas mais profundas, porque não é na margem que irão encontrar os cardumes.
O extraordinário da graça de Deus também não ocorre nas margens da vida espiritual, mas nas profundas águas do nosso relacionamento de fé. Primeiro, Jesus nos encontra onde estamos. Depois, Ele mesmo pede para entrar no barco e nos confronta dizendo: “Posso entrar em sua vida e juntos nos afastarmos um pouco dos outros para ficarmos no barquinho?” Em seguida, de forma particular, nos diz: “Vamos às águas mais profundas”. Dessa maneira, o Senhor nos desafia a experimentar o extraordinário de Sua graça. Jesus tinha mais para oferecer a Pedro do que peixes. Ele iria convidá-lo a ser Seu discípulo e “pescador de homens”.
O Senhor o convida a navegar em águas mais profundas, a entrar na dinâmica do Seu propósito, que é muito maior do que você possa imaginar e mudará a sua história. Mas lembre-se: o extraordinário da graça de Deus só acontecerá quando você superar o que o impede de obedecer a ordem de Jesus. 

Graça é o imponderável de Deus elevado à potência de Sua infinitude.

fonte:https://paodiario.org/author/ppj/

                                                                    Leia: Lucas 5:1-11





  • Share:

You Might Also Like

0 Comments