Mantendo a fé

By Leila Maria - julho 30, 2017






É tentador pensar na fé como uma fórmula mágica. Se você acumular o suficiente, ficará rico, saudável e terá uma vida feliz com respostas automáticas para todas as suas orações. Mas a vida não funciona assim. Como prova, o autor de Hebreus apresenta um lembrete comovente do que constitui a “verdadeira fé”, repassando a vida de alguns gigantes da fé do Antigo Testamento (Hebreus 11).
“Sem fé”, o autor diz sem rodeios, “é impossível agradar a Deus” (11:6). Ao descrever a fé, ele usa a palavra perseverança (v.27). Como resultado de sua fé, alguns heróis triunfaram: Eles puseram em fuga exércitos, escaparam da espada, sobreviveram a leões. Mas outros tiveram finais menos felizes: Foram açoitados, apedrejados, serrados ao meio. O capítulo conclui: “…todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé não obtiveram, contudo, a concretização da promessa” (v.39).
A imagem da fé que surge não se encaixa em uma fórmula fácil. Às vezes, leva à vitória e ao triunfo. Às vezes, exige uma determinação corajosa para “aguentar a qualquer custo.” De tais pessoas, “…Deus não se envergonha […], de ser chamado o seu Deus, porquanto lhes preparou uma cidade” (v.16).
O fundamento da nossa fé está sobre a convicção de que Deus tem o controle final e decerto manterá Suas promessas — quer aconteça nessa vida ou no porvir. 

                                                                    Philip Yancey

Nosso maior conforto em momentos de tristeza é saber que Deus está no controle.

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments