Tradutor

Aprender a dizer não


Em algumas ocasiões, não sabemos dizer não e acabamos cedendo diante de alguns pedidos. Negar é muito difícil, porque ao fazer isso, nos sentimos egoístas e temos medo de que as pessoas deixem de gostar de nós, que nos critiquem e que nos deixem de lado. Mas as vezes é preciso saber dizer não, para assim ganhar respeito sobre si mesmo e daqueles que nos cercam.
É importante entender que a capacidade de dizer não está estritamente relacionada com a autoestima. Por isso, as pessoas que têm uma baixa autoestima e pouca confiança em si mesmos, costumam sentir-se nervosos e tendem a aceitar todos os pedidos que lhes são feitos.
Talvez, seja por causa dos pais prepotentes que a pessoa teve, ou pela forma como foi educada, baseada na obediência e na cortesia. Assim, sua autoestima pode chegar a depender das coisas que faz para as outras pessoas; é um círculo vicioso, no qual as pessoas que te rodeiam esperam que seus desejos sejam sempre cumpridos.
Ser incapaz de dizer não pode fazer com que você se torne uma pessoa estressada, irritável e sem energia, por isso é preciso que você avalie a situação duas vezes antes de aceitá-la.

Conselhos para dizer não

– Utilize respostas simples de maneira firme e direta. Lembre-se de que não está pedindo permissão para dizer não. Não invente desculpas e dê suas razões para não aceitar.
– Pense em seu tempo livre e, depois de fazer isso, será capaz de dizer não com mais confiança.
– Não se comprometa, se não poderá fazê-lo. Só faça aquilo que estiver de acordo com o pedido, ou que se sinta capaz de fazer; você pode sugerir outras alternativas, mas em nenhum caso se comprometa, se realmente não pode.
– Lembre-se sempre que, a negação independe da rejeição. Se você nega um pedido, não quer dizer que está rejeitando a pessoa que fez o pedido. O direito existe tanto para quem diz não, como para quem pede o favor.
– Não se sinta culpado por dizer não a seus filhos. Isso porque eles devem ouvir essa resposta de vez em quando, para que desenvolvam um sentido de autocontrole e possam estabelecer limites.
– Seja fiel a você mesmo sobre o que realmente deseja.
Tenha em conta que a expressão de seus próprios desejos deve estar em primeiro lugar. Caso você realize o desejo de todos, deixará uma porta aberta para que as pessoas se aproveitem de você, mesmo que, as vezes, seja necessário deixar de fazer certas concessões e aceitar que não há mal nenhum nisso.




O charme do sobretudo






Os casacos de frio são peças que duram para sempre e valem um maior investimento. Eles são responsáveis por finalizar o visual nos dias mais frios e é possível encontrá-los em diversas modelagens.

(Foto: Divulgação)
Dentre os modelos, se destacam os sobretudos, que também podem receber o nome em inglês “trench coat”. Eles se caracterizam por serem mais compridos, normalmente um palmo acima do joelho ou mais longos.

Como o próprio nome já diz, o sobretudo é uma peça para ser usada sobrepondo outras camadas de roupas. Eles podem ter a cintura marcada por um próprio cinto integrante do casaco, ou terem o caimento reto.
(Foto: Divulgação)
Essa peça que está presente no guarda roupa feminino, e também no masculino, pode ser encontrada em diversos tecidos e cores. Os modelos também podem dispor de bolsos e botões que arrematam e dão o charme final para a peça.

Como usar sobretudo


Sobretudo com jeans


O jeans é democrático, presente na maioria dos guarda roupas femininos e, certamente, é uma das primeiras peças que vem a mente no momento de criar um look para os dias frios.
“Seja com jeans rasgado ou skinny preta, uma coisa é certa: vale a pena o investimento”, argumenta a consultora Paula, sobre possíveis combinações das peças. Ela ainda ressalta o uso do scarpin para proporcionar um toque sofisticado ao visual.

Foto: Reprodução / Style Pantry / Ju Romano / Just Lia

Sobretudo com legging


Uma das peças que mais oferecem conforto no guarda roupa feminino, além de ser um verdadeiro coringa nos momentos de variações de peso, é a legging. Na combinação com os sobretudos elas podem ser de diferentes cores e também de diferentes materiais, como os que imitam o couro.
“É sempre bom priorizar as cores escuras, aposte nas pretas que não tem erro!”, indica Paula para uma combinação certeira. E ainda sobre a combinação com os sobretudos, a consultora indica que para as mais baixinhas é melhor optar por modelos de casaco acima do joelho para evitar que a silhueta fique achatada. Nos pés, as botas são perfeitas para compor o visual.

Foto: Reprodução / Trendencies / Just Lia / Trendy Taste

Sobretudo com alfaiataria

O corte alfaiataria pode ser a chave para dar um toque mais arrumadinho ao look, bem como uma ótima alternativa para o trabalho. Além do visual mais formal, é comum encontrar esse corte em shorts cheios de delicadeza.
“O combo preto e branco com sobretudo grafite é certeiro, combine com sapatinhos de verniz e tenha o look para o trabalho que você tanto queria.”, indica a consultora de moda.
Foto: Reprodução / Moda no Trabalho / Glam4you / Just Lia

Sobretudo com meia calça

O sobretudo também pode ser usado como uma espécie de vestido quando usado fechado, e sobrepondo peças mais curtas que acabam ficando escondidas pela peça que está por cima. As meias combinadas podem ser de diferentes espessuras e cores.
Para criar essa combinação, os modelos que evidenciam a região da cintura devem ser priorizados. Nos pés, botas com salto grosso e também sandálias e calçados fechados podem ser boas opções para arrematar o visual.
Foto: Reprodução / Trendy Taste / Le-Happy / Collage Vintage

Sobretudo com shorts


Os modelos de sobretudo mais leves, podem integrar um visual mais fresco e sobrepor composições com shorts e sandálias, mesmo sem as meias características dos looks de inverno, como confirma a consultora Paula: “É possível usar e abusar dos sobretudos com estilo e sem parecer um look pesado”.
“Se você quer um visual mais moderno é só combinar um short jeans destroyed com sobretudo e t-shirt em tons pastéis”, indica Paula para criar um visual atualizado. O salto alto pode ser o responsável pela finalização do look.
Foto: Reprodução / Glam4you / Viva Luxury / Trendy Taste

Sobretudo com saia

Um visual cheio de delicadeza pode ser composto com a união de saia e sobretudo no mesmo look. Para um visual mais casual e moderno, as saias jeans, principalmente os modelos com botões, podem ser ótimas apostas.
“As produções mais femininas pedem uma minissaia de tweed ou de couro eco. Prefira saias sequinhas e mais curtas que o sobretudo”, aconselha Paula Siqueira. Ela ainda complementa que as meias calças dão o toque final nos looks para os dias mais frios.
Foto: Reprodução / Just Lia / Mi Aventura con la Moda / Trendy Taste

Sobretudo com vestido

Essa combinação pode compor desde os visuais mais formais, para o trabalho ou um evento especial, ou até mesmo um look casual para um passeio no fim de semana. O que ditará a formalidade do look será a modelagem de ambas as peças.
“Vestidos justinhos podem ser o seu maior aliado para as saídas a noite. Que tal combinar uma estampa legal com o seu sobretudo?”, pergunta a consultora Paula, sugerindo a combinação. A especialista ainda indica o uso do cinto para finalizar o visual, valorizando a silhueta.

Foto: Reprodução / Style Pantry / Ju Romano / Glam4you


              


Fontes:https://www.dicasdemulher.com.br/como-usar-sobretudo/
Fotos:Foto: Reprodução / Just Lia

Do outro lado do medo



Você pode ter medo de algo e fingir que este algo não existe até ter que enfrentá-lo de um jeito ou de outro.
A vida vai acabar te colocando de tempos em tempos em frente a isto e você vai ter que encarar.
Fugir fará você aumentar ainda mais seu medo. Porque quando fugimos de algo aumentamos em nossa cabeça os monstros dos nossos medos, damos asas, pernas e tamanhos muito maiores do que eles são.
Encarar pode ser doloroso, trabalhoso ou estressante, mas pode nos dar uma força ainda maior. Aquela sensação que “se eu consegui superar isto o resto é fichinha”. E é esta sensação que acaba acontecendo mesmo. Começamos a dar valor a nossa superação e mudar o foco.
Começamos a entender que a vida é bem maior do que nossos medos e que muitas vezes nossos medos são inválidos. E eu to falando isto por conhecimento de causa. Porque eu tenho medos bobos, mas para mim são totalmente reais e válidos e fico decepcionada quando alguém invalida eles.
Mas o que nós precisamos é invalidá-los. A gente tem que invalidar isto e não o outro. A gente tem que ver que nossa é maior que nosso medo e enfrentá-los sempre que possível. Dando passinhos pequenos, mas sem nunca deixar de seguir adiante.




Foto:Google Imagens

A caminhada da vida



Na caminhada da vida, aprendi que 
nem sempre temos o que queremos. 
Porque nem sempre 
o que queremos nos faz bem.
Foi preciso sentir dor, para que 
eu aprendesse com as lágrimas.
Foi necessário o riso, para que 
eu não me enclausurasse com o tempo.
Foram precisas as pedras, para que 
eu construísse meu caminho.
Foram fundamentais as flores, para que 
eu me alegrasse na caminhada.
Foi imprescindível a fé, para que eu 
não perdesse a esperança.
Foi preciso perder, para que 
ganhasse de verdade.
Foi no silêncio que me 
escutaram com clareza.
Pois sem provas não tem aprovação.
E a vitória sem conquista é ilusão.
E a maior virtude dos fortes é o perdão.





Palitinhos de Muçarela



INGREDIENTES


  • 1
    xícara (chá) rasa de polvilho doce (100 g)
  • 3
    ovos levemente batidos
  • 12
    xícaras (chá) de muçarela ralada no ralo grosso (500 g)
  • Sal, pimenta-do-reino moída e orégano a gosto

MODO DE PREPARO


  1. Numa tigela misture bem 1 xícara (chá) rasa de polvilho doce, 3 ovos levemente batidos, 4 ½ xícaras (chá) de muçarela ralada no ralo grosso, sal, pimenta-do-reino e orégano a gosto. Cubra a tigela com um filme plástico e leve à geladeira por +/- 1 hora.
  2. Retire a tigela da geladeira e sove com as mãos até ficar uma massa firme. Transfira para uma forma retangular (33 cm de comprimento X 26 cm de largura X 2 cm de altura) forrada com plástico, espalhe a massa uniformemente fazendo uma camada com +/- 1,5 cm de altura.
  3. Leve novamente à geladeira até ficar firme (+/- 1 hora). Retire da geladeira e com uma faca corte a massa em palitos com +/- 7 cm de comprimento.
  4. Frite os palitos em óleo quente até dourar. Retire, escorra em papel absorvente e sirva em seguida.

                        Confira o vídeo com o passo a passo


Veja também:


Creme Caseiro para Eczema e Psoriase



                                              Doenças de pele de quaisquer tipo podem ser desconfortáveis, mas o eczema e a psoríase são provavelmente as duas mais comuns e irritantes. Ambas são uma condição auto-imune genética que resulta na escamação e inflamação da pele com uma sensação de comichão terrível. Se você ou alguém próximo sofre com uma delas, então saberá exatamente o quanto isso pode afetar a vida de uma pessoa.
Apesar da pele afetada ficar muitas vezes pouco estética, é a dor e a coceira que pode afetar a vida das pessoas para o pior.
Não há cura para a psoríase ou eczema e o tratamento limita-se a simplesmente controlar a gravidade dos surtos, acalmando os sintomas. Manter a pele limpa e hidratada é o remédio habitual, no entanto alguns dos medicamentos prescritos e produtos podem ser um pouco mais suspeitos. Um deles é a utilização de óleo mineral e vaselina sobre a pele. Ambos são subprodutos produzidos do petróleo (gás e petróleo) e se por um lado ajudam a pele a ficar húmida, por outro entopem os poros e evitam que a sua pele respire. Outro tratamento que é mais especifico para a psoríase envolve um banho sentado com essência de alcatrão de carvão que é, literalmente, o subproduto do carvão transformado.
Óleo de Neem vem da árvore de Neem, nativa da Índia e Paquistão.
Existem opções naturais não baseadas no petróleo para o tratamento de eczema e psoríase e pelo menos uma dessas opções pode funcionar eficazmente: o óleo de Neem. Extraído das frutas e sementes da árvore de Neem, o óleo de Neem é um óleo espesso vermelho ou verde que não só é altamente hidratante, mas é também naturalmente antibacteriano, anti-inflamatório e proporciona um alívio externo da dor e coceira.
Embora seu cheiro possa ser muito forte, as suas qualidades medicinais são impressionantes e é relativamente seguro para usa-lo como um tratamento auto-prescrito. Na verdade, a cultura indiana tem vindo a utilizar óleo de Neem por milhares de anos para tudo, desde doenças de pele, inflamações, febres e até inseticida. Já existem cremes de óleo de Neem no mercado, no entanto se quiser fazer o seu próprio creme deixo aqui uma receita semelhante abaixo. Esta versão é mais espessa do que o próprio produto, mas vai derreter em contato com sua pele.
Creme Caseiro de Neem*

Para uma embalagem de 130 g
40 g Manteiga de Karité
30 g Manteiga de Cacau
20 g Óleo de rícino/mamona (Castor oil)
30 g Óleo de Amêndoas Doces (alternativa: Óleo de Girassol ou Sementes de Uva)**
***10 g Óleo de Neem
1/4 Colher de chá – Óleo de Vitamina E
5-10 gotas de Óleo Essencial de Lavanda (opcional)

* Algumas pessoas podem mostrar sensibilidade ao óleo de Neem, por isso certifique-se testando-o num pequeno pedaço de pele.

** Para um creme mais líquido adicione mais óleo líquido neste receita

*** 10 g de Óleo de Neem irão resultar num bálsamo de cheiro intenso.
Se preferir, poderá reduzir a quantidade em metade para 5 g de modo a mascarar o cheiro e criar um produto mais suave. Lembre-se também que o Neem pode ser muito forte e se for colocado sobre a pele diretamente, não diluído, pode provocar dermatite de contato!
1. Coloque a manteiga de karité, manteiga de cacau, óleo de rícino e óleo de amêndoas doces em banho-maria. O objectivo do banho-maria é aquecer os óleos lentamente, uniformemente, e através de uma fonte de calor indireta.
2. Deixe derreter os óleos em lume brando até que estejam completamente líquidos. Mexa bem e depois coloque a tigela no congelador por cinco minutos ou até engrossar os óleos de modo a que fique com a consistência do óleo de rícino e ligeiramente opaca.
3. Retire a tigela fora do congelador e bata-o com uma batedeira, acrescentando o óleo essencial, vitamina E e óleo de Neem. O óleo essencial de lavanda vai ajudar a mascarar o cheiro do Neem e também será útil para encoragarem as células da pele para se regenerarem. O Óleo essencial de lavanda também é calmante e anti-inflamatório, seguro para pessoas com dermatite.
4. Coloque o produto acabado num recipiente com tampa. Poderá usar o creme imediatamente após ele assentar.


Eczema



O eczema é um processo crônico ou agudo de inflamação da pele e se apresenta em forma de manchas avermelhadas com pequenas bolhas. Apesar de prevalecer em algumas partes do corpo, como nas mãos e no rosto, a doença também pode se apresentar no corpo todo.
Pode-se distinguir a doença em dois tipos: o eczema de contato e o eczema atópico. A irritação do primeiro tipo é causado por agentes irritantes, como sabonetes, joias e cosméticos. Já o segundo tipo é desenvolvido no início da infância e é mais comum aparecer em quem já possui um histórico da doença na família.
As causas da doença não são totalmente esclarecidas, mas sabe-se que o fator genético influencia no tipo atópico e substâncias irritantes influenciam no tipo de contato. A ajuda médica é fundamental para descobrir qual é a causa do eczema e, assim, poder ajudar no tratamento. Para aliviar os sintomas, o médico pode indicar pomadas hidratantes, anti-histamínicos e corticóides tópicos.

                Resultado de imagem para Psoriase
       Resultado de imagem para PsoriaseResultado de imagem para Psoriase

Psoríase é uma doença de pele crônica, não contagiosa e de causas ainda desconhecidas. A dermatose é caracterizada por vermelhidão e descamação da pele e é mais comum aparecer antes dos 30 anos ou após os 50. Atualmente, 1% a 3% da população mundial possui psoríase.
A maioria das pessoas imagina que psoríase só existe de um jeito, porém a doença se apresenta em 7 tipos: em placa, couro cabeludo, gutata, pustulosa, inversa, eritrodérmica e artrite psoriásica.
Acredita-se que a genética tem grande influência em, pelo menos, 30% dos casos de quem possui psoríase e que o seu tratamento é de extrema importância para se ter uma boa qualidade de vida.

                                     
Fontes:
https://consultaremedios.com.br/crsaude/saiba-a-diferenca-entre-eczema-dermatite-e-psoriase/problemas-de-saude/sua-saude 

http://www.remedios-naturais.com/creme-caseiro-eczema-psoriase/

Fotos:Google Imagens


Recicle com a TerraCycle

O que é a TerraCycle?

A TerraCycle está Eliminando a Ideia de Lixo® reciclando o “não reciclável”. Desde esponjas de lavar louça à instrumentos de escrita, a TerraCycle pode reciclar diferentes tipos de lixo. Ao redor de 20 países, nós temos parcerias com times coletores, como você, além de empresas, varejistas, fabricantes, municípios e pequenos negócios. Com a sua ajuda nós conseguimos desviar milhões de toneladas de lixo dos aterros e incineradores por mês.

Navegue no site da TerraCycle e faça parte dos nossos Programas Nacionais de Reciclagem!


FONTE:http://www.terracycle.com.br/pt-BR/about-terracycle?utm_campaign=admittance&utm_medium=menu&utm_source=www.terracycle.com.br

E quando a nossa calça jeans favorita se rasga?





Muito ruim!
Algumas pessoas acabam deixando a peça de lado, enquanto outras vão à costureira.
A boa notícia é que podemos resolver o problema em casa.
Isso mesmo!
Você pode economizar e salvar sua calça favorita.
Tudo o que precisamos é de:
– Linha
– Agulha
– Um pedaço de entretela (vende-se em armarinhos/ lojas de tecidos)
– Ferro de passar roupa
Veja o passo a passo.
É muito simples:
1º Use a entretela
Para quem não conhece, trata-se de um “tecido” usado dentro dos colarinhos de camisas sociais, com a finalidade de deixá-los mais durinhos.
Você deve cortar um pedaço um pouco maior do que o buraco rasgado da calça.
Feito isso, coloque o jeans pelo avesso e costure a entretela, tampando o rasgão.
2º Passe o ferro
Depois de costurar, você deve passar o ferro na entretela – isso vai permitir que ele fique bem preso à calça.
3º Corte os fiapos
Todas as vezes que costuramos alguma coisa, alguns fiapos ficam soltos e isso pode deixar uma aparência feia.
Como a costura é feito por dentro da calça, talvez você não tenha problemas.
No entanto, você pode cortar as sobras da entretela para deixar tudo mais bonito.
Por fim, tire a calça do avesso e fique à vontade para usá-la quando quiser.
  Veja também, o que ainda pode ser feito, com sua calça jeans velha:


Foto:Google imagem

                                                      

Você pode ajudar MSF a salvar vidas. Saiba como.




Milhões de crianças ainda morrem por problemas
ligados à desnutrição. Precisamos da sua ajuda
agora para combater esse absurdo.


Exibindo

Para que milhares de crianças tenham uma chance de sobreviver, Médicos Sem Fronteiras atua diariamente para combater essa triste realidade.

A maior parte dos nossos recursos vem de doações de pessoas como você.

É graças a essas contribuições constantes que podemos nos planejar, agir rapidamente em situações de emergência, como o terremoto no Nepal ou o conflito na Síria, manter centros de nutrição que oferecem tratamento adequado para a desnutrição e tratar pacientes com doenças que exigem cuidados de longo prazo.

Por isso, precisamos do seu apoio para que nossas equipes continuem salvando vidas.



Sem Oração: Sem Resposta



“Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.” 

(Jeremias 33:3)





Como fazer sandálias de crochê nas havaianas



Tem em casa chinelos de dedo em casa que já não usa? Não os deite fora, com um pouco de criatividade pode dar-lhe uma nova utilidade.
A ideia que apresentamos neste artigo é fantástica, de certeza que vai adorar.

Vai precisar:

  • agulhas de 2.5 mm e 4.5 mm
  • Linhas
  • Furadeira

Procedimento:

  1. Tire a alça da sandália e depois ir faça furos ao longo da borda da sola.
  2. Evite fazer muito abaixo para evitar que se rompa.
  3. Fazer croché
  4. Aos poucos, vai ver como fica bonita o seu sapatinho de croché
  5. Resultado final

Exemplos:




Agradecemos sua visita, volte sempre!!!