Como Identificar se o seu Filho é Vítima de Bullying na Escola?

By Leila Maria - fevereiro 06, 2017




Atualmente temos ouvido por aí um termo que tem chamado muito a atenção principalmente de pais, psicólogos e educadores: o “bullying”. Esse termo provém da língua inglesa, onde “bully” significa “valentão”, “tirano”, “brigão”. A seguir vamos conhecer o que é Bullying, como identificar se o seu filho é vítima desse tipo de intimidação e o que fazer diante dessa situação.

Resultado de imagem para Vítima de Bullying

1) O que é Bullying?

Aqui no Brasil, o Bullying é considerado qualquer tipo de agressão, verbal ou física, realizada por um ou mais indivíduos, abusando de forma intencional e repetidamente a vítima, sem motivação evidente e sem que ela possa se defender. Os agressores realizam atos de violência física e psicológica, como, por exemplo, brincadeiras de mau gosto, xingamentos, empurrões, gozação e agressão física, e a vítima teme o agressor devido às ameaças e as agressões, física ou verbal.
É um problema presente no mundo todo, podendo ocorrer em qualquer contexto, seja na escola, na faculdade, ou na própria família, na vizinhança e até no ambiente de trabalho. Na maioria das vezes, ocorre em locais onde não existe supervisão de um adulto responsável e as pessoas que estão ao redor tem medo de denunciar com receio de se tornarem as próximas vítimas.

Os envolvidos no Bullying são classificados em:
  • Vítima típica (aquele que sofre a agressão repetidas vezes e não resolve a situação por não conseguir se impor).
  • Vítima provocadora (aquele que tenta revidar a agressão para tentar se libertar das agressões, mas acabam sofrendo repressões).
  • Vítima agressora (aquele que sofre a violência e transfere sua indignação, agredindo indivíduos mais frágeis).
  • Agressor (chamado também de “bullie”).

2) Por que algumas crianças ou jovens não contam para os pais que são vítimas de Bullying?

Bullying
Certas crianças e jovens preferem o silêncio ao avisar os pais que sofrem Bullying devido a certos motivos: pensam que, não contando, as agressões podem ser evitadas; tem medo de decepcionar os pais, pois acha que eles vão pensar que não são populares ou aceitos na escola; não querem mostrar fragilidade; falta de oportunidades de diálogo freqüentes com os pais; sentem culpa e acabam achando que merecem os apelidos.

3) Como identificar se o seu filho é vítima de Bullying na escola?

Muitas vezes, os pais podem pensar que seu filho é preguiçoso e não gosta de estudar, e acabam impondo castigos. Se antes de ir à escola o filho sempre arruma uma desculpa, diz que está com  ou doente, e pede para não ir à aula; se o filho não dorme bem à noite e evita comentar como foi o dia na escola, enfim, estes podem ser alguns sinais que indicam maior chance do seu filho ser uma vítima do Bullying.
Nem sempre um sinal isolado indica Bullying, mas é bom ficarem atentos aos seguintes sinais que seu filho demonstra:
  • Não quer ir à escola ou não quer ir sozinho.
  • Ele se isola, preferindo ficar mais próximo dos adultos que com os colegas.
  • Queda no rendimento escolar.
  • Muda o caminho da escola.
  • Hematomas, machucados sem explicação convincente.
  • Roupas rasgadas, perda de objetos ou materiais escolares violados.
  • Não quer sair de .
  • Fica triste, estressado, chora com facilidade.
  • Irritabilidade.
  • Dores de cabeça, de barriga.
  • Perda do apetite.
  • Insônia.
  • Comportamentos ou pensamentos suicidas.

4) O que os pais podem fazer quando suspeitam que seu filho está sofrendo Bullying na escola?

Como os pais podem ajudar seus filhos que sofrem de bullying!
As crianças ou adolescentes que sofrem Bullying podem se tornar adultos com pensamentos negativos, , baixa auto-estima, terem relacionamentos problemáticos, serem agressivos ou até cometerem .
É extremamente importante os pais conhecerem sobre o assunto, o que é, como acontece, ter mais diálogos com os filhos, procurar ajuda na escola e tê-la como aliada neste problema, tendo uma relação mais próxima com ela e de forma saudável.
Ao suspeitar que seu filho sofra Bullying, algumas dicas são essenciais:
  • Estimule mais seu filho ao contar como foi o dia na escola.
  • Envolva-se mais na rotina escolar de seu filho.
  • Ao falar com seu filho, não fale para ele “deixar pra lá” e “não ligar” para os agressores, ou que ele deve resolver as coisas com agressão também, pois isso só tende a piorar o problema e ele pode até não querer contar mais os problemas.
  • Se o problema é na escola, procure pela direção e pelos professores para conversar.
  • Se o caso não melhorar, faça um boletim de ocorrência em delegacia de polícia.
  • Se o problema for pela internet, imprima o caso e leve ao Ministério Público.
  • Busque ajuda profissional para receber orientação.
  • Em casos extremos, transfira seu filho para uma escola que esteja preparada para dar suporte.
  • Trate esse assunto nas reuniões de pais, a fim de levar conhecimento a todos e discutir maneiras de lidar com o problema.
  • Exija que a escola adote estratégias de trabalho com todos os envolvidos.
  • Ajude seu filho a recuperar sua auto-estima e como se expressar de forma mais positiva mesmo quando algo o incomoda.
  • Controle melhor o uso da internet e as redes sociais do seu filho.
  • Orientem seu filho inspirando confiança, pois vocês são os pais e representam um ponto firme para ele.
  • Não vitimize seu filho; ele não é um coitado e nem um rei.
Vale lembrar que o Bullying pode ocorrer em outros lugares além da escola, como no seu bairro e na sua família, por exemplo. Seja qual for o lugar onde o Bullying aconteça, essas dicas valem da mesma forma.
Assista esta reportagem sobre o bullying (13:55):


Resultado de imagem para Vítima de Bullying

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments