Como evitar que seu celular seja roubado

By Leila Maria - dezembro 15, 2016




É o filé da bandidagem: Celulares.
São caros e muito fáceis de roubar, pois o que mais tem por aí é gente sem noção dando mole.

E é mais fácil ainda passar adiante. Em 2 minutos o vagabundo vende o seu celular que custou 3 mil por 100 pratas ou troca por duas pedras de crack.




Veja as dicas:


 NÃO "TIRE ONDA" COM SEU CELULAR NOVO E CARO

Não exiba seu Smartphone novo por aí. 

ATENÇÃO COM BOLSAS E MOCHILAS

É muito comum que ladrões habilidosos abram bolsas e mochilas ou cortem para pegar seu conteúdo (não só o seu celular), eles agem em poucos segundos e um simples descuido em um local público é o suficiente para nunca mais ver seu celular. Mantenha seu aparelho no interior da mochila, nunca naqueles compartimentos externos.


NO BARZINHO

Enquanto você estiver no barzinho,  deixe o celular no silencioso ou no modo vibracall no bolso ou mochila. Nunca coloque o aparelho em cima da mesa. Se o aparelho tocar, se possível, vá ao banheiro e atenda lá dentro. A vagabundagem fica ligada   pra roubar  na saída. (As mulheres são as preferidas, pois estão sempre em bando e o vagabundo rouba 3 , 4 celulares de uma vez só) Ou na cara dura, pegam o aparelho de cima da mesa e saem correndo. 

 EVITE OS BOLSOS DAS CALÇAS

Evite manter seu celular no bolso da calça seja na frente ou atrás. Um bandido com um mínimo de experiência em bater carteiras, pode levar seu celular sem você sentir. Ou o aparelho pode deslizar sem você perceber para o banco do táxi, do ônibus ou pior, dentro da privada. Prefira utilizar o bolso da camisa, o bolso interno do paletó ou para as mulheres, a própria bolsa.

NÃO USE SEU CELULAR EM QUALQUER LUGAR

Tenha cuidado ao usar o celular a noite, lugares desertos ou em lugares com muita gente. Não só porque é um convite para os vadios, mas porque é provável que você fique disperso e surja algum ladrão sem que você note, arranque o celular da sua mão e desapareça sem você sequer saber se o cara é preto ou branco. Se precisar falar com alguém na rua, entre em uma lanchonete ou qualquer outro estabelecimento comercial. Se a rua estiver muito movimentada, pare, encoste em uma parede e mantenha a atenção nas pessoas passantes. O ladrão perceberá que você está "ligado" e procurará uma vítima mais fácil. Se você estiver dentro de um carro, feche os vidros, deixe o celular abaixo da linha da janela e use o viva-voz. 

 EM CASO DE ABORDAGEM

Se não teve jeito e rolou o "perdeu preibói", não reaja. Entregue seu aparelho, afinal o dinheiro perdido se recupera e o aparelho você pode comprar outro, a sua vida não. 
Quanto mais rápido entregar, mais rápido  termina. E você volta pra casa sem uma facada no fígado, com todos os dentes e principalmente, com a vida.



Fonte:http://zip.net/bqtzFL






Você sabia que comprar produtos furtados ou roubados é crime?




Caro leitor(a), fique atento sobre o crime de receptação, tipificado no código penal brasileiro no artigo 180 que reza :

 “Art. 180 - Adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte...” 
     Primeiramente, vamos refletir um pouco, porque é tão grande o número de crimes contra o patrimônio, furtos e roubos? Você já pensou nisso? Na maioria das vezes o ladrão quando subtrai determinado bem ele não o guarda para si, ele o vende ou troca por outro objeto.

      Podemos até mesmo dizer que este tipo de crime esta relacionado com a lei da oferta e da procura, os ladrões só furtam porque sabem que existem pessoas interessadas em comprar os objetos de origem ilícita.

     Da mesma forma usuários de drogas também cometem furtos e roubos, porque sabem que podem vender estes produtos para adquirir as drogas ou até mesmo entregá-los aos traficantes, que aceitarão esses objetos como forma de pagamento de dividas oriundas do tráfico e posteriormente o repassarão para terceiros.

  Quando uma pessoa compra um objeto de origem duvidosa esta alimentando a incansável roda da criminalidade, quando se compra um objeto roubado ou furtado a pessoa esta incentivando o ladrão ou usuário de drogas a continuar cometendo crimes.

    Porém o que muitos “compradores” não percebem é que na verdade a partir do momento que adquirem estes produtos ilícitos, passam a ser receptadores, ou seja, criminosos que colaboram com os ilícitos a partir do momento que compram os produtos do crime.

   A pena para o crime de receptação pode variar de um a quatro anos de cadeia ou nos casos mais graves pode chegar à condenação de três a oito anos de reclusão, sem prejuízo da multa.

    É comum pessoas de bem não resistirem à tentação de comprarem objetos por valor muito inferior ao de mercado, porém lembrem-se quando você compra este tipo de produtos além de estar cometendo um crime, estará aumentando suas chances de ser vitima de marginais, pois hoje eles furtam  da casa do vizinho, amanhã poderá ser a sua, vale à pena?

     Caso lhe ofereçam qualquer produto de origem duvidosa, que haja desproporção entre o valor real e o preço solicitado, provavelmente o produto foi obtido por meio criminoso, acione a Policia, pois assim você estará contribuindo com a Segurança Pública, que também é sua responsabilidade.
Fica a dica da Brigada Militar 




  • Share:

You Might Also Like

0 Comments