Porque viver vale muito a pena

By Leila Maria - maio 05, 2017



(...) eu estava pronto para percorrer qualquer distância para me manter limpo...

“Qualquer distância?” – perguntavam os recém-chegados. “O que você quer dizer com qualquer distância?” Olhar para nosso passado de adicção ativa e as distâncias que estávamos dispostos a percorrer para ficarmos drogados pode ajudar a explicar. Estávamos dispostos a viajar muitos quilômetros para buscar drogas? Sim, geralmente estávamos. Então, faz sentido que, se nós estivermos tão interessados em nos manter limpos quanto estávamos em usar, vamos tentar qualquer coisa para arranjar um transporte para uma reunião. Em nossa adicção, quantas vezes fizemos loucuras, insanidades ou usamos substâncias que não conhecíamos por sugestão dos outros? Então, por que frequentemente achamos tão difícil aceitar sugestões em recuperação, especialmente quando esta sugestão é indicada para nos ajudar a crescer? E, quando usávamos, não pedimos em desespero, muitas vezes, a nosso Poder Superior: “Me tira dessa, por favor!” Então, por que achamos tão difícil pedir a ajuda de um Deus em nossa recuperação? Quando usávamos, tínhamos, geralmente, uma mente aberta quando se tratava de encontrar maneiras e meios de conseguir mais drogas. Se pudermos aplicar este mesmo princípio de mente aberta em nossa recuperação, podemos nos surpreender com a facilidade com que começamos a compreender o Programa de NA. Foi nossa melhor maneira de pensar, como se diz, que nos trouxe para as salas de Narcóticos Anônimos. Se estivermos dispostos a percorrer qualquer distância, aceitar sugestões e manter a mente aberta podemos ficar limpos.

Só por hoje: Eu estou disposto a percorrer qualquer distância para me manter limpo. Manterei a mente aberta e aceitarei sugestões quando precisar.





Se precisar, clique Aqui e encontre ajuda 

Narcóticos Anônimos



                                              

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments