O que faz um cuidador de idosos?

By Leila Maria - dezembro 28, 2016



A profissão de cuidador de idosos sempre existiu, mas só foi regulamentada há alguns anos.

Com a qualidade de vida melhorando e a longevidade de população brasileira aumentando, existe um grande número de pessoas que estão na terceira idade e que precisam de algum cuidado especial.

Assim, foram surgindo cada vez mais cursos de especialização na área de cuidados com idosos e muitas pessoas escolhem seguir essa profissão.

Para exercê-la, entretanto, é necessário ter alguns conhecimentos básicos e um determinado perfil para conseguir se sair bem.






Venha saber mais sobre a profissão de cuidador de idosos e se você se encaixa nessa área!



O que faz um cuidador de idosos?


De forma geral, a principal função do cuidador de idosos é auxiliar a vida de uma pessoa da terceira idade.

Existem diversos motivos que levam uma família ou alguém contratar esse profissional.

Muitas vezes a família não tem como ficar o dia todo com o idoso ou é necessário que haja uma companhia constante pela segurança e auxílio nas tarefas domésticas e, por isso, contratar uma pessoa para ajudar e acompanhar o idoso se torna a melhor opção.

Atribuições:

As atribuições variam dependendo do local de trabalho ou do contrato, mas, geralmente, é necessário que o cuidador de idosos:

– Faça companhia

– Seja responsável por dar os remédios de acordo com a prescrição médica

– Auxilie o idoso em tarefas domésticas

– Auxilie o idoso durante a higiene pessoal

– Prepare e sirva as refeições

– Mantenha contato com a família e avise se algo acontecer

– Busque distrair o idoso e melhorar sua qualidade de vida

– Auxilie no trabalho de cuidado de diversos idosos quanto atuar em clínicas e locais especializados



Qual conhecimento é necessário?

Para ser registrado como cuidador de idosos é necessário ter algum curso da área que tenha sido feito em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).


Hoje em dia já existem um grande número de cursos que dão noções gerais sobre como um cuidador de idosos deve se portar e sobre como exercer suas principais funções.

Além disso, cursos que possam agregar e melhorar o trabalho também são muitos importantes.

Cursos de enfermagem, nutrição e primeiros-socorros podem ajudar muito o profissional na hora do trabalho.




Outro ponto que torna o estudo importante é o fato de muitas famílias buscarem profissionais que tenham algum conhecimento nessas áreas antes de contratar, já que isso traz mais segurança ao idoso e à família.
Para trabalhar em casas de repouso, clínicas, hospitais e asilos é necessário ter algum curso da área da saúde, já que nesses locais as funções podem exigir pelo menos um conhecimento básico para o melhor atendimento e a segurança dos idosos.
Além disso, as instituições especializadas apresentam um grande número de funções e tarefas que podem exigir conhecimentos de enfermagem e primeiros-socorros, por exemplo.
É importante lembrar também que fazer cursos e se profissionalizar ajuda a aumentar o salário, já que o cuidador pode ser contratado para um trabalho específico, como na área de enfermagem, por exemplo.
Resultado de imagem para cuidadorde idosos


Para trabalhar como cuidador de idosos outro ponto importante são as recomendações.
Por isso, sempre que sair de um trabalho, peça uma recomendação do chefe para que suas chances de conseguir um novo emprego aumentem.
Atualização: se atualizar nas técnicas e cuidados é sempre muito importante, já que muita coisa muda de um período para outro.
Por isso, busque sempre fazer cursos de tempos em tempos para garantir que saiba as novas técnicas e ter sempre oportunidades de emprego.


Resultado de imagem para cuidadorde idosos

Quais qualidades são necessárias?

Além do conhecimento na área de saúde, que é um ponto muito importante, o cuidador de idosos também deve ter algumas características específicas.
A mais importante, sem dúvidas, é ter paciência.
Não adianta nada ter conhecimento, mas não saber lidar com os idosos e ter paciência para acompanhar o ritmo necessário.
Além disso, é preciso ter muita responsabilidade, já que suas ações refletem diretamente na vida da pessoa que está sendo cuidada.
Organização, simpatia, empatia, sensibilidade e delicadeza também são qualidades que todo cuidador de idosos deve ter.
Trabalhar e lidar com pessoas tem suas dificuldades e isso não é diferente no trabalho com idosos.
Então, pense se você se encaixa no perfil da profissão antes de optar pela área.

Onde trabalhar?

O cuidador de idosos tem, normalmente, duas opções.
Ele pode ser contratado por uma família para cuidar especificamente de alguém ou de poucas pessoas ou pode ser contratado por uma clínica, casa de repouso ou asilo, por exemplo.
No primeiro caso, o cuidado é direcionado e o atendimento acaba sendo melhor e, por conta disso, o salário também é um pouco mais alto.
Quando contratado por uma família, o cuidador normalmente passa o dia todo com o idoso e, em alguns casos, também pode dormir na residência para maior segurança da pessoa cuidada.
Cuidador de Idosos (3)
Nas casas de repousos e clínicas, o profissional é contratado para auxiliar no cuidado de todos os idosos do local e não de alguém em específico.
Assim, para esse trabalho, ter conhecimento teórico e prático é muito importante e um dos itens principais para conseguir o emprego.
Nesses locais, os cuidadores auxiliam nas alimentações, na higiene e nas atividades feitas pelo idosos durante o dia.
Cuidar de Idosos, uma profissão em evolução

Faixa salarial dos Cuidadores de Idosos

Os valores variam dependendo do contrato e das funções que o cuidador irá exercer.
Se o cuidador de idosos passa a noite na casa da família, por exemplo, o pagamento é maior, já que realiza trabalho noturno.
Além disso, o salário pode aumentar também dependendo do número de horas de trabalho, se irá acompanhar o idoso no médico ou em outros locais, etc.
A faixa salarial varia entre 1 mil e 3 mil reais.





Regulamentação e contrato


A profissão de cuidador de idosos foi regulamentada no ano de 2012.
Para ser reconhecido e registrado, a pessoa deve ter algum curso da área feito em instituição reconhecida pelo MEC, ter mais de 18 anos e ensino fundamental completo.
Os contratos de trabalho devem ser feitos seguindo as mesmas regras do trabalho para domésticas, ou seja, com direito à carteira de trabalho assinada, salário fixo, férias remuneradas, repouso semanal remunerado, décimo terceiro salário, entre outros.
Nem todos os profissionais fazem o contrato, mas essa é uma forma de garantir o direito do trabalhador, principalmente quando atua em instituições especializadas.

Curso de Cuidador de Idosos




É um curso útil tanto para quem tem interesse em atuar profissionalmente como Cuidador de Idosos, como para amigos e familiares, que gostariam de auxiliar e dar o suporte necessário para idosos na família.
Faça o curso e aprenda as técnicas necessárias para trabalhar na área, além do preparo psicológico para lidar com as situações adversas.


Aprenda a cuidar de idosos com ou sem limitações.

50 horas • Início imediato

No curso de Cuidador de Idosos,você aprenderá as técnicas necessárias para trabalhar na área, além do preparo psicológico para lidar com as situações adversas.

É um curso útil tanto para quem tem interesse em atuar profissionalmente como Cuidador de Idosos, como para amigos e familiares, que gostariam de auxiliar e dar o suporte necessário para idosos na família.
Aprenda tudo por meio de vídeo-aulas interativas, com tutores virtuais. Ao final, receba seu Certificado de Conclusão em Casa, sem custo adicional.


Os principais tópicos do Curso de Cuidador de Idosos são:

Unidade 1 – O Contexto Social do Idoso no Brasil
  • Introdução
  • As barreiras da velhice
  • Estatuto do Idoso
  • Quais políticas públicas vêm sendo desenvolvidas?
  • Grandes obstáculos na saúde do idoso
Unidade 2 – A Profissão de Cuidador de Idoso no Brasil
  • Contexto sócio-histórico da profissão
  • Direitos trabalhistas
  • Rotinas de trabalho do cuidador de idosos
  • Perspectivas de mercado
  • O cuidador e os cuidados consigo mesmo
Unidade 3 – Exercendo a Profissão
  • Conhecendo as necessidades e limitações de um idoso
  • Cuidados gerais
  • Cuidados especiais
  • Como deve ser a comunicação com o idoso e sua família
  • Ficha de acompanhamento
  • Rede de apoio social e telefones úteis
Unidade 4 – Processos de Reabilitação do Idoso
  • Estimulação física
  • Cuidados com pessoas debilitadas (acamada e cadeirante)
  • Ajudando a pessoa cuidada a caminhar
  • Clínicas de repouso e asilos públicos
  • Conclusão

Este curso online conta com:
Vídeo AulasVídeo AulasApostilasApostilasProfessorProfessorReceba o Certificado GrátisCertificado

Compatível com dispositivos móveis.


                             Matricule-se Já! 



Para refletir:




  • Share:

You Might Also Like

0 Comments