Flores Artificiais

By Leila Maria - dezembro 04, 2014

Rosas Artificiais


As flores artificiais são ótimas alternativas para decorar ambientes sem precisar dispor de muito tempo e cuidados, o que seria necessário para a manutenção das plantas naturais. Outra vantagem é que esse tipo de planta não depende de condições ideais de luminosidade como as verdadeiras, por isso, proporciona mais opções de espaços para ser alocado.
Muito parecidas com as naturais, essas flores precisam ser escolhidas com cuidado para não prejudicar a decoração. O material com que são produzidas é o primeiro ponto a ser observado, afinal, elas acumulam poeira e devem ser limpas com frequência. O silicone, por exemplo, além de facilitar a limpeza, não desbota com facilidade e garante uma aparência viçosa. O segundo fator que deve ser levado em conta é a cor. É necessário escolher cores semelhantes à realidade, evitando uma aparência artificial e propiciando uma composição equilibrada e bonita.
Para que se assemelhem ainda mais com as reais, as plantas podem receber alguns detalhes. Um vaso rústico, feito em madeira, remete à natureza e contribui com um aspecto mais real. Adornos de musgos ou de cascas de árvores nos vasos também conferem uma aparência natural, assim como incrementar arranjos com espinhos e raízes. Aromatizadores ou essências podem ainda ser borrifados sobre as pétalas a fim de tornar o ambiente perfumado com aroma de flores verdadeiras.

Arranjo de Flores Artificiais
Arranjo de Flores Artificiais

Se você preferir que outras pessoas não reparem com atenção no seu vaso ou arranjo para confirmar a naturalidade, as flores podem ficar em ambientes de passagem, com maior circulação de pessoas, como corredor e hall de entrada.
Apesar da maior durabilidade e facilidade de manutenção que as flores naturais, as artificiais também precisam de cuidados para que fiquem sempre bonitas. Para fazer a limpeza, a maioria delas pode ser escovada ou lavada. Porém nas mais delicadas é indicado usar apenas um pano úmido para não danificá-las. Já as aveludadas devem ser limpas com um aspirador de pó em potência moderada. Além de fazer a higienização de tempos em tempos, é importante substituir as plantas logo que começarem a desbotar e perder o viço.

fonte: http://blog.giulianaflores.com.br



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários