PIMENTA! Saudável, anti-envelhecimento e afrodisíaco!!

By Leila Maria - fevereiro 15, 2018




Para bom apreciador, uma gotinha de pimenta basta! Figurinha carimbada em mercadões e lojinhas artesanais (ou até mesmo nos principais supermercados, embora essas carreguem selos industriais), a pimenta literalmente está na boca dos brasileiros. E tem para todos os gostos! As mais fraquinhas são capazes de atrair os paladares mais sensíveis, desacostumados com a ardência intensa; as mais fortes desafiam até os mais corajosos e podem fazer suar a camiseta; as de cheiro embelezam a comida e conferem um odor todo especial aos mais diversos pratos.

Termogênico natural, essa iguaria de inigualável sabor característico pode retardar o envelhecimento, diminuir as taxas de colesterol e até ajudar a prevenir o câncer. Muito bacana, não é mesmo? Se você ficou interessado, prossiga com a leitura e conheça alguns dos diversos benefícios da pimenta para o nosso organismo.
pimenta

Remedinho antigo!

Engana-se quem crê que as propriedades quase miraculosas da pimenta sejam descobertas da ciência moderna. Muito pelo contrário — esse pungente alimento já era usado a favor da saúde humana muito antes dos nossos bisavós terem sequer nascido! Como? A iguaria foi uma das bases da medicina tradicional árabe, grega e romana. Isso mesmo, bem antes da primeira farmácia surgir oficialmente, a pimenta já era usada no combate e na prevenção de doenças.

Princípio ativo poderoso

Bem antes dos remédios para dor de cabeça começarem a pipocar em todas as esquinas, a pimenta era usada como um eficaz analgésico natural. O segredinho por trás disso tudo é uma poderosa substância chamada de capsaicina, que é o princípio ativo da pimenta. Esse nome complicado e pouco atraente esconde verdadeiras maravilhas! O composto tem a curiosa (e útil!) capacidade de reduzir ou inibir os sinais elétricos da dor. Por isso, quando a enxaqueca ameaçar bater na porta, por que não trocar o remédio por um pouquinho de pimenta?

Xô envelhecimento!

Forte aliado no combate aos radicais livres, uma das propriedades mais interessantes da pimenta é sua capacidade de retardar o envelhecimento do nosso organismo. Isso acontece porque o condimento é riquíssimo em vitaminas A, C e E e em um composto especial chamado de bioflavonóide. Quer manter-se saudável e preveniro surgimento de doenças degenerativas, tais como o Alzheimer, o Parkinson, e até do câncer? 
Por que não dar uma apimentada nas refeições na hora do almoço?

Resultado de imagem para pimentas

Amiga do emagrecimento

Poderoso termogênico natural, a pimenta é capaz de acelerar o metabolismo do nosso organismo, favorecendo a queima de gordura, o aumento do gasto calórico e, por tabela, o emagrecimento. Dê preferência ao uso da pimenta vermelha durante as refeições, pois ela estimula o sistema nervoso, aumentando a liberação de adrenalina, catecolaminas e noradrenalina, diminuindo o apetite e a ingestão de calorias.
Quer perder uns quilinhos? Associe atividade física e alimentação balanceada ao consumo moderado de pimenta! Isso mesmo! Que tal separar aquele abacate maduro, preparar um delicioso guacamole e promover um delicioso e saudável jantar mexicano saudável — mas tem de ser levemente picante, hein? Os benefícios poderão ser incontáveis!

Companheira do coração

O uso moderado da pimenta pode auxiliar, e muito, na manutenção da saúde cardiovascular. Por que isso acontece? Dentre os inúmeros benefícios do alimento, a pimenta pode manter sob controle as taxas de triglicerídeos e colesterol. O condimento também pode ajudar a regular a pressão arterial! Que tal arriscar a sorte com uma sopinha apimentada? Ou preparar um molho picante? O temperinho extra pode fazer toda a diferença!
Resultado de imagem para pimentas

O poder afrodisíaco das pimentas

A pimenta pode ser um ótimo ingrediente para esquentar a relação a dois. Você já reparou que, quando consome pimenta, é comum suar e sentir um calor repentino? Tem até quem fique vermelho após consumir esse condimento. Pois então, a pimenta age diretamente no fluxo sanguíneo e é exatamente o aquecimento no corpo que tem o poder afrodisíaco.

Os efeitos da pimenta no organismo são parecidos com os de uma relação sexual: aumenta a transpiração, os batimentos cardíacos e a circulação sanguínea. A pimenta também pode ser capaz de estimular os hormônios dilatadores de vasos sanguíneos que irrigam as zonas erógenas, responsáveis pelo prazer sexual — além de liberar serotonina, que aumenta a sensação de prazer.
Para aumentar o poder afrodisíaco das pimentas, há receitas infalíveis. Se pimenta e chocolate são alimentos afrodisíacos, imagine o poder dos dois juntos. Além de ficar uma delícia, receitas que levam chocolate com pimenta podem aumentar e muito o desejo sexual. Experimente um brigadeiro com um toque de pimenta para você ver.brigadeiro

Cuidado com os excessos!

Se consumida em demasia, a pimenta pode irritar as mucosas do estômago e gerar mal-estar ou até mesmo complicações estomacais. Em caso de gastrites ou úlceras, a atenção precisa ser redobrada — e as quantidades ainda mais reduzidas! Nessas situações, converse com o seu médico para descobrir a dose certa para você e garantir somente benefícios ao organismo!
Fonte: Le Manjue


 

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments