A MURMURAÇÃO NOS AFASTA DE DEUS

By Leila Maria - julho 12, 2017



Números 11. 4 – 6
Um bando de estrangeiros que havia no meio deles encheu-se de gula, e até os próprios israelitas tornaram a queixar-se, e diziam: “Ah, se tivéssemos carne para comer! Nós nos lembramos dos peixes que comíamos de graça no Egito, e também dos pepinos, das melancias, dos alhos porós, das cebolas e dos alhos. Mas agora perdemos o apetite; nunca vemos nada, a não ser este maná!”
Diz a Palavra de Deus que haviam alguns estrangeiros que estavam viajando com povo de Israel que sentiram vontade de comer carne, assim como os israelitas que estavam desejando a mesma coisa.
Por esse motivo começaram a reclamar dizendo que no Egito, de onde foram libertados, tinham peixe para comer, legumes, verduras e, naquele instante, estavam totalmente enfraquecidos já que não tinham nada para comer, a não ser o maná.
A título de esclarecimento maná era parecido com sementes brancas, um pouco amareladas, que caía durante a noite e no dia seguinte o povo o apanhava, moíam, socavam em pilões, cozinhavam e faziam pães que tinham o sabor de pão assado com azeite, ou seja, era um milagre presenciado todo dia por aquele povo, pois se tratava de um alimento vindo do céu especialmente para suprir as suas necessidades durante a caminhada.
O contexto desse episódio é que Deus tinha libertado aquele povo da escravidão no Egito, estava provendo as suas necessidades com um alimento espiritual que lhe dava totais condições e forças de continuar a caminhada, até a nova terra que lhes havia prometido, porém aquela gente estava insatisfeita e murmurando pelo fato de sentir saudades das comidas que tinham no Egito, ou seja, a liberdade, a nova terra que estava por vir, o alimento que era fornecido durante a viagem, à perspectiva de uma nova vida sem escravidão, nada disso importava naquele momento, o que realmente tinha valor para eles eram as comidas egípcias, isto é, o povo estava tão focado no que não tinha que não conseguia dar valor àquilo que tinha.
E esse problema não é antigo, pelo contrário, é bastante atual. O ser humano só consegue olhar e lamentar pelo que não tem e não consegue ver aquilo que possui, e pior, como aqueles israelitas murmuram, reclamam, se queixam e a murmuração é uma das coisas que mais nos afasta de Deus, na medida em que desgasta a nossa fé e, por conta disso, mina a nossa relação com Ele.
Sendo assim, precisamos parar e verificarmos para onde estamos olhando a maior parte do tempo e não ficarmos concentrados em somente um dos lados.
Se estivermos querendo conquistar algo precisamos lutar, trabalhar, estudar, perseverar para conseguir, já que isso faz parte da vida, porém com o bom senso necessário para entender que nem sempre conseguiremos tudo aquilo que almejamos e, caso isso aconteça, ter o equilíbrio de ponderar aquilo que já temos, agradecermos a Deus por isso, e não sairmos nos queixando, reclamando e murmurando como se fosse o final do mundo.
Em contrapartida, não podemos ficar vivendo dos louros das nossas conquistas e pararmos no tempo e no espaço, pois estaríamos nos anulando e isso também é péssimo.
Finalizando, o que esse texto nos ensina é que a murmuração nos leva ao final na fila, pois desagrada a Deus e nos afasta da Sua graça e que os nossos desejos não realizados não podem nos fazer esquecer as bênçãos que já tivemos, por isso devemos estar alertas.
Pense nisso e deixe o seu comentário.


Resultado de imagem para murmuração

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments