Amigos de Leilanina

Vivendo em amor



Dois jovens sem coisa alguma
Dizem algumas promessas e abrem suas asas
Se estabelecem com apenas o que eles precisam
Vivendo em amor

Ela não liga pra o que está na moda
Ela apenas gosta do jeito que ele sorri
Vale mais do que mármore e ladrilhos
Vivendo em amor

Vivendo em amor, comprando a prazo
Sem ter alguém nada vale um centavo
Como um velho livrinho de histórias
Vivendo em amor
Parece simples, é o que você está pensando
Mas o amor pode andar pelo fogo sem piscar
Não é preciso muito quando você tem o suficiente
Vivendo em amor

Dois idosos sem coisa alguma
Os filhos se foram mas eles ainda cantam
Lado a lado acenando naquela varanda
Vivendo em amor

Ele não pode mais enxergar
Ela mal consegue varrer o chão
De mãos dadas eles passarão por aquela porta
Apenas vivendo em amor

Vivendo em amor, comprando a prazo
Sem ter alguém nada vale um centavo
Como um velho livrinho de histórias
Vivendo em amor
Parece simples, é o que você está pensando
Mas o amor pode andar pelo fogo sem piscar
Não é preciso muito quando você tem o suficiente
Vivendo em amor

Não não é preciso muito quando você tem o suficiente
Vivendo em amor

fonte:Vagalume




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é sempre bem-vindo!
Comente,opine,se expresse!Este espaço é seu!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o formulário para contato.
Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre!