Doar meu animal

By Leila Maria - dezembro 28, 2016

    Não posso mais ficar com meu cão ou gato. O que fazer? Para onde posso levá-lo?

Quando trazemos um cão ou um gato para o nosso convívio assumimos um compromisso para toda a vida. Por isso que, antes de acolher um animal, avalie com cuidado: haverá atenção, tempo e recurso suficientes para as necessidades do companheiro? Afinal, trata-se de uma vida totalmente dependente de pessoas que zelem por ela com responsabilidade e compromisso.

Estudos apontam que no Brasil existem cerca de 32 milhões de cães (ANFALPET, 2010), 10% deles em estado de abandono. Tomando como exemplo apenas a cidade de São Paulo, isso significa 200 mil cães, ou seja, há uma enorme carência de lares para tanto bicho. Por isso, pense com carinho: você realmente não pode continuar com esse animal?

Se, em circunstância extrema, você for obrigado a se separar de seu amigo, NÃO O ABANDONE À PRÓPRIA SORTE. Além de ser crime (art. 32, capitulo V da Lei 9.605/98 - Lei dos Crimes Ambientais), nas ruas ele irá adoecer ou será vítima de crueldade, atropelamento e outros acidentes. Além disso, algumas separações são traumáticas. E tenha a certeza: ele confia e jamais faria o mesmo com você.

O destino desse animal depende unicamente de pessoas sensíveis e conscientes como você.

Gato, Animal, Animal De Estimação, Gatos

Em situação de urgência, siga este roteiro:


1º - Prepare o animal

Leve seu amigo ao médico veterinário para ser vacinado, vermifugado e castrado. 


2º - Pesquise interessados

O "boca-a-boca" realmente funciona. Converse com pessoas que gostam de animais e explique a situação.

3º - Divulgue! 

Redes sociais: Facebook, Twitter, Blogs, Sites de protetores independentes , ONGs, agências de notícias sobre o direito dos animais... São muitos os canais de divulgação. Pode ser que, em algum deles, alguém esteja procurando um animal com a mesma descrição: 

Sites especializados que podem ajudar: 

www.pataapata.com.br
www.olharanimal.net
www.animaisonline.com.br
www.petbr.com.br
www.webanimal.com.br

· Cartaz: O Lambe-Lambe amplia as chances de encontrar um novo lar para o bicho. É só preencher os campos e imprimir! Cole o cartaz em pet shops, clínicas veterinárias, mercados e demais pontos de circulação de pessoas. 

· Se o animal é de raça, entre em contato com associações de criadores idôneas (o Kennel Club costuma ter essa relação). Eles poderão orientá-lo ou até mesmo se interessar pelo bicho. 

· Procure eventos: Feiras de Adoção de Animais

4 º - Avalie o novo lar

Verifique se seu animal terá todos os cuidados necessários, se o espaço é adequado e, principalmente, se os novos donos estão preparados para assumir esta responsabilidade. Não entregue seu amigo a qualquer pessoa!Verifique se os candidatos possuem conhecimentos sobre o comportamento e temperamento da raça ou mistura de raças, se dispõem de tempo, etc., enfim, se realmente são aptos para a adoção.

Gato, Doce, Gatinho, Animais


Os abrigos podem ser uma opção?

Os abrigos geralmente enfrentam enormes dificuldades para suprir carências básicas de seus "hóspedes". Precisam do apoio de toda a sociedade e de uma gestão profissional, o que inclui um veterinário responsável. Em virtude da superpopulação, da falta de estrutura e de recursos, infelizmente muitos deles tem dificuldades em controlar doenças do ambiente.

Fonte:http://www.arcabrasil.org.br/doar-meu-animal.php


Pit Bull, Mistura De Terrier, Animal



Cão, Filhote De Cachorro, Cada






Resultado de imagem para gatinhos

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários