Criança selvagem

By Leila Maria - julho 30, 2016




(Você) fecha seus olhos de vez em quando?
(Você) para e escute de vez em quando?
Senta-se vivo de vez em quando?
E não te falta nada
Você não precisa de um motivo,
Deixe o dia prosseguir sem parar...

Deixe a chuva cair
Por todo lado ao seu redor.
Renda-se a isso agora,
Deixe o dia te cercar
Você não precisa de um motivo,
Deixe a chuva prosseguir sem parar...

Que dia, que dia para se apreciar!
Que caminho, que caminho para se percorrer!
Que dia, que dia para se apreciar,
Uma criança selvagem

Apenas tire uma folga
da confusão
Cada dia você descobre que
Tudo está em boas condições
Você não precisa de um motivo
Deixe o dia prosseguir sem parar...

A cada sol de verão,
A cada anoitecer de inverno,
A cada primavera por vir,
A cada outono que vai embora.
Você não precisa de um motivo,
Deixe isso tudo prosseguir sem parar...

Que dia, que dia para se apreciar!
Que caminho, que caminho para se percorrer!
Que dia, que dia para se apreciar,
Uma criança impetuosa...

Que dia, que dia para se apreciar!
Que caminho, que caminho para se percorrer!
Que dia, que dia para se apreciar,
Uma criança selvagem

Que dia, que dia para se apreciar!
Que caminho, que caminho para se percorrer!
Que dia, que dia para se apreciar,
Da-da-da
Da-da-da-da-da-da
Que caminho, que caminho para se percorrer!
Da-da-da
Da-da-da-da-da-da
Da-da-da
Da-da-da-da-da-da
Que caminho, que caminho para se percorrer!
Que dia, que dia para se apreciar,
Uma criança selvagem
Que dia, que dia para se apreciar,
Uma criança selvagem






  • Share:

You Might Also Like

0 comentários