Hei! Toque uma canção para mim...

By Leila Maria - junho 21, 2016



Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Não estou com sono e não há lugar onde eu possa ir
Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Na aguda manhã desafinada eu o seguirei

Embora eu saiba que todo império retornou ao pó
Varrido de minha mão
Deixando-me cegamente aqui parado, mas ainda não dormindo.
Meu cansaço me espanta, estou plantado por meus pés
Não tenho quem encontrar
E a velha rua vazia está muito morta para sonhar

Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Não estou com sono e não há lugar onde eu possa ir
Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Na aguda manhã desafinada eu o seguirei

Leve-me a uma viagem em sua mágica nave ressoante
Meus sentidos foram arrancados, minhas mãos não podem segurar
Meus pés estão muito dormentes para pisar, esperando apenas minhas botas
Para perambular
Estou pronto para ir a qualquer lugar, estou pronto para desaparecer
Em minha própria parada, moldando sua dança a meu caminho,
Eu prometo segui-la

Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Não estou com sono e não há lugar onde eu possa ir
Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Na aguda manhã desafinada eu o seguirei

Embora você possa ouvir-me rindo, girando, dançando loucamente através do sol
Não está vendo ninguém, está só fugindo correndo
Pois no céu não há cercas revestidas
E se você ouvir traços vagos de rimas enroladas
Para o seu tamborim no momento, é apenas um rude palhaço atrás
Eu não lhe pagaria mente alguma, é apenas a sua sombra
Visto que está lhe perseguindo

Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Não estou com sono e não há lugar onde eu possa ir
Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Na aguda manhã desafinada eu o seguirei

Então me faça desaparecer através dos anéis de fogo de minha mente
Abaixo das ruínas nebulosas do tempo, passando ao longe das folhas congeladas
O assombro, árvores assustadoras, para fora da praia ventosa
Longe do alcance distorcido da tristeza insana
Sim, para dançar sob o céu de diamantes com uma mão acenando livremente
Em silhueta para o mar, circulado por areias circulares
Com toda a memória e destino navegando profundamente abaixo das ondas
Deixe-me esquecer do hoje até amanhã

Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Não estou com sono e não há lugar onde eu possa ir
Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim
Na aguda manhã desafinada eu o seguirei








  • Share:

You Might Also Like

0 Comments