Carta de papai

agosto 09, 2017


Alguns meses antes de falecer de câncer, meu pai me escreveu uma carta, na qual dizia: “Jamais penso em você sem fazer uma pequena oração por sua vida e sucesso. Eu o conheço, e sei o que está em seu interior. Estou seguro de que entendo seus objetivos, a sua maneira de escrever e a mensagem que você quer transmitir. Fique firme nisso e que o Senhor o abençoe. Estou tão orgulhoso e grato que Deus me permitiu ser o seu pai.” Essa carta é um dos maiores presentes que meu pai me deu.
O Novo Testamento contém duas cartas de Paulo a Timóteo, um jovem de quem foi conselheiro e o considerou “verdadeiro filho na fé” (1 Timóteo 1:2) e chamou-o de “amado filho” (2 Timóteo 1:2). A segunda carta começa com as profundas palavras pessoais de Paulo, assegurando a Timóteo o seu amor e suas orações fiéis (vv.2,3). Paulo confirmou a herança espiritual de Timóteo (v.5) e os dons e chamado que ele recebeu de Deus (vv.6,7). E o motivou a viver corajosamente, em favor do evangelho de Cristo (v.8).
Pai, você pode dar grande encorajamento a seus filhos, escrevendo-lhes uma carta de amor e motivação. Esse pode ser o maior presente que você pode lhes dar. Por que você não senta e a escreve hoje, de todo o seu coração? 

                                                                            David C. McCasland


O maior presente que um pai pode dar a seus filhos é ele mesmo.




Tecnologia do Blogger.